sexta-feira, 25 de maio de 2012

Meu primeiro voto!


Com o passar do tempo, a criança deixa de ser criança e torna-se um adolescente; muitas vezes, cheio de dúvidas, e que busca incessantemente descobrir sua identidade e ter seu lugar na sociedade.

Todo jovem passa por muitos momentos importantes na vida, um deles é tomar a decisão de exercer a cidadania.

Embora seja obrigatório a partir dos dezoito, muitos jovens fazem seus títulos e começam a exercer facultativamente o direito de votar aos dezesseis anos.

É comum os jovens estarem em dúvida, pois muitos desconhecem a importância e o poder de seu voto.

Muitos dizem votar em branco, outros falam, também, em não votar e os que votam dizem ser em qualquer um.

Surpreendentemente, não são só os jovens que adotam este papel. Muitos adultos, que deveriam ser  exemplo de cidadania, não se importam também. Já ouvi relatos de pessoas justificando seu voto, e indignada fiquei ao escutar que foi pela aparência do candidato.

Para que não haja coisas desse tipo, é fundamental que os jovens tenham, mesmo que seja básica, noção do que é Política, para que serve a Política, quem são os políticos, o que eles fazem, por que fazem e  como fazem.

Também, é necessário que saibam que são ELES os responsáveis por eleger os políticos e que é exercendo a cidadania, isto é, votando, que eles decidem quem os representará no executivo, no legislativo e no judiciário.


Estamos em ano de eleições e nós, que já possuimos o título eleitoral, devemos agir com coerência, responsabilidade e seriedade no que diz respeito às nossas escolhas, para que possamos eleger candidatos sérios, comprometidos, honestos e que se importem e respeitem a população.

Nenhum comentário: